Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

the first day of my life.



life is an adventure in forgiveness.


Sábado, 15.09.12

#12

Todas as raparigas, pelo menos uma vez na vida, sonham em encontrar o rapaz dos seus sonhos. Eu tinha o meu. Inteligente e de olhos verdes. Um pouco cliché, admito. Uma vez encontrei-o, mas não lhe soube dar o devido valor. Não basta encontrá-lo, é preciso conquistá-lo. Mas conquistar algo ou alguém, implica amar e a minha definição de amar já estava gasta devido a alguém... a alguém a quem dei o melhor de mim e acabei por receber o pior: sofrimento. Talvez tenha sido devido a isso que não deu certo, por não estar pronta, por ainda ser tudo muito recente, por querer apagar algo do passado que fez recentemente parte da minha vida e me marcou. Simplesmente não estava pronta para amar e ser amada naquele momento. Por momentos, estive crente que poderia dar certo, que o sentimento chegava mas a verdade, é que não basta apenas amar. É preciso demonstrá-lo. Acabei por fazer ao “rapaz dos meus sonhos”, aquilo que em tempos fizeram a mim e me fez tanto sofrer. Simplesmente, não era o correcto.  E quanto ao que sentia? Aos poucos fui percebendo que em nada se comparava ao que tinha sentido à uns tempos atrás por outro alguém. Sim, gostava do tal rapaz, mas não com a mesma intensidade, não da mesma maneira. Não podia nem devia alimentar algo que possivelmente não teria futuro. Não podia magoar nem desiludir alguém de quem gostava e por quem tinha uma estima enorme. Talvez acabasse por o fazer, mas mais valia acabar logo ao início algo que já sabia que não tinha pés para andar.

E é a conclusão que tiro disto tudo. O príncipe, nem sempre é como sonhamos e o tal, por vezes é a pessoa mais improvável. O amor não é algo que se apresse e quando tiver que chegar, irá chegar, com a pessoa certa, independentemente de ela ser como sonhamos ou não. Sonhos não passam mesmo disso... apenas sonhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por inês oliveira às 18:03



Sobre mim

foto do autor



contador de visitas